PROFESSORES INDIGNADOS DÃO ENTRADA COM PROCESSO JUDICIAL, CONTRA À PREFEITURA E GESTOR DE FORQUILHA



Os professores de Forquilha têm repudiado o fato do repasse do precatório faltando os juros corridos, segundo informações o dinheiro foi depositado em duas contas diferente, no dia 13 de abril 2017 a conta 15.453-7 recebeu o valor de R$ 6.627.618,15, a professora, Solange Gomes, procurou na manhã desta segunda-feira (20), a imprensa denunciando e realizando diversas indagações  o gestor do município, Sr. Gerlásio Loiola.

"Os juros ficaram com o rendimento de R$ 242.202,49, porque o prefeito quer ficar com o dinheiro que não lhe pertence", disse a professora em entrevista ao Portal Forquilha Online. O rendimento médio mensal da poupança de 0,6% a.m no período (0,5% + TR), o montante atualizado na data de 13 de outubro de 2017, deverá ser de R$ 6.869.836,14. Portanto um rendimento de juros de R$ 242.202,49.

Outra indagação dos professores é sobre o fundo de reserva, no montante de 2% do total do valor precatório, a qual será destinado para situações excepcionais, com validade de 2 anos.
Os professores também ficaram sem os esclarecimentos de: Como estará aplicando este recurso (poupança, renda fixa, renda variável, letras...), e quem decidirá a aplicação? trata-se de profissional habilitado?

PROFESSORES INDIGNADOS DÃO ENTRADA COM PROCESSO JUDICIAL, CONTRA À PREFEITURA E GESTOR DE FORQUILHA PROFESSORES INDIGNADOS DÃO ENTRADA COM PROCESSO JUDICIAL, CONTRA À PREFEITURA E GESTOR DE FORQUILHA Reviewed by Fabiano Silva on 20:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário