Rádio Forquilha online

Casos confirmados de microcefalia crescem 16,2% no país em uma semana



BRASÍLIA - BRASÍLIA. Em uma semana, subiu 16,2% o número de casos confirmados de microcefalia ou alterações do sistema nervoso relacionados à infecção congênita, passando de 641 para 745. Desse total, 88 (11,8%) tiveram resultado positivo para zika, segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quarta-feira. A pasta voltou a ressaltar, no entanto, que o dado não representa a totalidade de registros associados ao vírus, mas apenas a parcela com diagnóstico fechado por exame laboratorial. O ministério vem sustentando que a maioria das confirmações está relacionada ao zika.
Há ainda 4.231 casos em investigação e 1.182 descartados. Foram 6.158 notificações suspeitas desde o ano passado até 5 de março, registradas em todas as regiões do país. Pernambuco tem o maior número de pacientes sob investigação: 1.214. Em seguida, vêm Bahia (609) e Paraíba (447). O Rio de Janeiro está em quarto lugar, com 289 casos sendo pesquisados, à frente do Rio Grande do Norte (278) e do Ceará (252).
O boletim do governo, feito com as informações repassadas pelos estados, já considera o novo critério de diagnóstico de microcefalia. Por recomendação da OMS, a malformação será notificada como suspeita quando a criança não prematura nascer com perímetro cefálico igual ou menor que 31,9 cm, no caso de homens, e 31,5 cm, para mulheres. Antes, o limite era de 32 cm, independentemente do sexo. Para bebês que nascem antes do tempo regular, o tamanho varia de acordo com a idade gestacional.

Casos confirmados de microcefalia crescem 16,2% no país em uma semana Casos confirmados de microcefalia crescem 16,2% no país em uma semana Reviewed by Fabiano Silva on 08:28:00 Rating: 5

Nenhum comentário