Regra da Fifa cria combinações bizarras de uniformes na Copa das Confederações

Crédito: AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA
A seleção brasileira tem, como uniforme número um, a combinação camisa amarela, calção azul e meias brancas. Mas ainda não entrou assim em campo na Copa das Confederações.
O México, oficialmente, tem como combinação principal a camisa verde junto ao calção branco e o meião vermelho. Também não pôde utilizá-la no Brasil.
E qual a razão disso? Uma determinação da Fifa, que parece que ainda vive na era dos televisores em preto e branco e força contrastes desnecessários na era das televisões modernas, com a desculpa de que facilita a identificação dos torcedores.
A principal entidade do futebol no mundo obriga que as seleções nunca atuem com peças de roupa nas mesmas cores, e pior: nem no mesmo tom. Ou seja, se uma seleção entra em campo com camisa escura, não importa se o rival tem uniforme de outra cor – terá que jogar com camisa clara. O mesmo vale para calções e meiões.
Crédito: AP Photo/Fernando Llano
Assim, o torcedor brasileiro foi obrigado a ver a seleção jogar com calções e meias azuis contra Japão e México, e pior: com a extremamente feia combinação de camisa amarela e calções e meias brancas contra a Itália. Nesse caso, os italianos também foram culpados. Como “mandante” da partida, a Itália decidiu deixar o calção branco de lado para jogar toda de azul, obrigando a seleção a atuar com os shorts brancos.
O México também sofre: contra o Brasil, usou calções e meias brancas. Ou seja: as duas seleções foram obrigadas a mudar seus uniformes. Qual o sentido?
Contra a Itália, teve que usar calções e meias vermelhas com a camisa verde. Pela primeira vez na história.
Crédito: AFP PHOTO /NELSON ALMEIDA 
A ideia da Fifa de que as seleções não podem jogar com tons iguais também força mudanças desnecessárias de camisas. O Taiti, cujo uniforme principal é todo vermelho, teve que jogar todo de branco contra o Uruguai – que jogou de azul e preto…
Crédito: AFP PHOTO / JUAN BARRETO
Contra a Nigéria, a mesma situação: o Uruguai teve que abandonar o celeste e  preto porque isso, segundo a Fifa, incomodaria o torcedor contra uma seleção jogado de… Verde!
Crédito: EFE/PETER POWELL
Todas as seleções passaram por isso: a Itália só atuou com uniformes inteiramente azuis ou inteiramente brancos; a Espanha só encarou adversários de branco, apesar de Uruguai e Nigéria usarem cores totalmente diferentes do vermelho. O Japão também só atuou com uniformes de cor única.
A Fifa, apesar de se dizer dona de um “padrão” especial, parece que vive no passado em alguns sentidos. Ou, simplesmente, gosta de padronizar tudo que é possível, a ponto de tirar a graça de detalhes importantes do futebol.

Fonte:altoalto.blogosfera.uol.com.br Uol
Regra da Fifa cria combinações bizarras de uniformes na Copa das Confederações Regra da Fifa cria combinações bizarras de uniformes na Copa das Confederações Reviewed by Fabiano Silva on 23:46:00 Rating: 5

Nenhum comentário